MENU

Search

Policia Militar sofre 3 ataques na noite desta quarta feira em Alenquer

Um prestador de serviços e a esposa de um policial também foi alvo de vândalos

Compartilhar:

A ultima quarta (12) foi um tanto conturbada para Policia Militar em Alenquer, três ataques com pedras aconteceram a pessoas ligadas a Policia e a equipe de motos enquanto faziam rondas.

O Sr Samuel residente na Travessa “E” no Bairro do São Francisco teve sua residência apedrejada na noite desta quarta feira., Samuel trabalhou como voluntario Civil na CIPM. O fato ocorreu por volta da meia noite.

De acordo com Samuel, ele conseguiu apenas ver que eram 3 pessoas, mas não conseguiu identificar ninguém.

Durante a madrugada, as motocicletas estavam realizando rondas, ao passar pela Travessa “E”, foram surpreendidos com pedradas, durante a fato, foi necessário o uso de arma de fogo para conter a ação dos criminosos que não foram identificados. Os policiais fizeram a perseguição que se estendeu as matas na proximidade da Torre da Radio Ximango.

Uma das pedras acertou a mão esquerda do Sargento Cléber, ocasionando escoriações.

Ao retornarem a base, uma nova chamada realizada por volta da 4 da manha deu continuidade a ação dos criminosos.

A esposa do sargento J. Jesus ligou informando que vários elementos estavam em frente a sua residência onde um individuo atirou uma pedra destruindo uma porta de vidro.

Buscas foram feitas nas proximidades mas ninguém foi encontrado ou identificado.

Veja também
Policia Militar sofre 3 ataques na noite desta quarta feira em Alenquer
R$

A ultima quarta (12) foi um tanto conturbada para Policia Militar em Alenquer, três ataques com pedras aconteceram a pessoas ligadas a Policia e a equipe de motos enquanto faziam rondas.

O Sr Samuel residente na Travessa “E” no Bairro do São Francisco teve sua residência apedrejada na noite desta quarta feira., Samuel trabalhou como voluntario Civil na CIPM. O fato ocorreu por volta da meia noite.

De acordo com Samuel, ele conseguiu apenas ver que eram 3 pessoas, mas não conseguiu identificar ninguém.

Durante a madrugada, as motocicletas estavam realizando rondas, ao passar pela Travessa “E”, foram surpreendidos com pedradas, durante a fato, foi necessário o uso de arma de fogo para conter a ação dos criminosos que não foram identificados. Os policiais fizeram a perseguição que se estendeu as matas na proximidade da Torre da Radio Ximango.

Uma das pedras acertou a mão esquerda do Sargento Cléber, ocasionando escoriações.

Ao retornarem a base, uma nova chamada realizada por volta da 4 da manha deu continuidade a ação dos criminosos.

A esposa do sargento J. Jesus ligou informando que vários elementos estavam em frente a sua residência onde um individuo atirou uma pedra destruindo uma porta de vidro.

Buscas foram feitas nas proximidades mas ninguém foi encontrado ou identificado.

R$