MENU

Search

Alenquer: Câmara de vereadores afasta gestor municipal

A Câmara de Vereadores de Alenquer, em sessão realizada nesta terça-feira (13), afastou do cargo o prefeito Carlos Cambraia.

Compartilhar:

Após denuncia datada de 12 do corrente ano, apresentada à câmara e acatada por 10 dos vereadores presentes (2/3 dos membros) Carlos Cambraia é afastado do cargo de prefeito, pela Lei Orgânica Municipal – LOA quem deve assumir o cargo é o presidente da Câmara, vereador Laércio Calderaro (PTB).

A denúncia assinada pelo Sr. Misael Alves aborda três situações distintas:
1 – A destinação dos valores de duas emendas parlamentares de convênios com a Secretaria de Saúde, emendas estas que deveriam ser aplicadas na compra de equipamentos para postos de saúde da zona Urbana com valor total de 473.000,00 (quatrocentos e setenta e três mil reais)
2 – A construção de micro sistema de abastecimento de água da comunidade Bulandeira, o mesmo afirma que os valores já foram repassados a empresa  R. C. Tolentino mas até o momento a construção ainda não havia iniciado.
3 – Ausência do pagamento da divida  com o hospital Santo Antonio onde a secretaria municipal de Saúde através de acordo firmado deveria ter pago o valor de 617.971,03 (seiscentos e dezessete mil, novecentos e setenta e um reais e três centavos).
Leia a denuncia na integra clicando aqui.
Veja também
Prefeitura-de-Alenquer
Alenquer: Câmara de vereadores afasta gestor municipal
R$

Após denuncia datada de 12 do corrente ano, apresentada à câmara e acatada por 10 dos vereadores presentes (2/3 dos membros) Carlos Cambraia é afastado do cargo de prefeito, pela Lei Orgânica Municipal – LOA quem deve assumir o cargo é o presidente da Câmara, vereador Laércio Calderaro (PTB).

A denúncia assinada pelo Sr. Misael Alves aborda três situações distintas:
1 – A destinação dos valores de duas emendas parlamentares de convênios com a Secretaria de Saúde, emendas estas que deveriam ser aplicadas na compra de equipamentos para postos de saúde da zona Urbana com valor total de 473.000,00 (quatrocentos e setenta e três mil reais)
2 – A construção de micro sistema de abastecimento de água da comunidade Bulandeira, o mesmo afirma que os valores já foram repassados a empresa  R. C. Tolentino mas até o momento a construção ainda não havia iniciado.
3 – Ausência do pagamento da divida  com o hospital Santo Antonio onde a secretaria municipal de Saúde através de acordo firmado deveria ter pago o valor de 617.971,03 (seiscentos e dezessete mil, novecentos e setenta e um reais e três centavos).
Leia a denuncia na integra clicando aqui.
R$